Diário da Rússia

Tecnologia

Cientistas russos propõem destruir já asteroide que ameaça a Terra

Corpo celeste pode colidir com o planeta em 2182

Cientistas russos estão propondo a destruição, desde já, do asteroide 1999 RQ 36 que, segundo seus cálculos, passará muito próximo da Terra dentro de 169 anos, em 2182. Para os especialistas, o corpo celeste é o mais perigoso que circula pelo espaço e, em razão das alterações de rumo que vem sofrendo devido à sua excessiva exposição ao sol, ameaça cair na Terra e provocar grande destruição.

A proposta de destruição do asteroide partiu dos pesquisadores do Instituto de Investigações Espaciais  (IIE) da Academia de Ciências da Rússia. A ideia é a de provocar a mudança da trajetória do corpo celeste com uma ferramenta conhecida como taco espacial. Segundo um destes cientistas,  Natan Eismont, o projeto dos pesquisadores surgiu como resultado da análise da chamada manobra de gravitação, utilizada para alterar a velocidade de objetos espaciais.