Diário da Rússia

Tecnologia

Yandex ultrapassa Microsoft nos sistemas de busca na Internet

Google ainda é a principal ferramenta de pesquisas do mercado global

A ferramenta de busca virtual da Yandex, da Rússia, ultrapassou o Bing, da Microsoft, nas estatísticas globais de pesquisa na Internet, subindo para o quarto lugar no ranking mundial, atrás apenas do Google, do Baidu e do Yahoo! A classificação foi elaborada pela empresa de pesquisa de mercado digital comScore.

De acordo com a representante da companhia pesquisadora, Tatyana Komarova, a tendência de crescimento da companhia russa começou em novembro, quando o Yandex processou 4,62 bilhões de pedidos de pesquisa, em comparação com 4,48 bilhões da Microsoft, o que significava que cada uma tinha, aproximadamente, 2,6% do mercado. Em dezembro, a tendência se manteve, com as consultas no Yandex aumentando para 4,8 bilhões, enquanto que o Bing da Microsoft continuou com o mesmo registro de 4,48 bilhões de consultas.

O crescimento das pesquisas pelo Yandex vem na onda do aumento do uso da Internet pelos russos, segundo Komarova. O segmento cresceu 17% em 2012, atingindo 42,2 milhões de usuários no país. 

Porém, mesmo com a melhora do desempenho em todo o mundo, o sistema de busca da Yandex tem um longo caminho a percorrer atrás do Google, que mantém sua posição de líder absoluto, com 65,2% do mercado global. O Baidu, da China, vem em seguida com 8,2%, na frente do Yahoo!, que detém 4,9%.

Enquanto o Google domina os mercados americano e europeu, na Rússia o Yandex tem uma fatia bem maior do que a corporação fundada por Larry Page e Sergey Brin, dominando 60,5% do mercado de pesquisa na web, contra 26,4%.

Assim como sua concorrente americana, o núcleo da companhia russa é a ferramenta de buscas, mas a Yandex também desenvolve projetos inovadores desde a programação para dispositivos móveis até o mapeamento de ruas.

A empresa foi a primeira companhia russa a obter acesso ao vasto banco de dados do centro de pesquisa nuclear CERN, na Suíça. No ano passado, a companhia lançou seu próprio navegador de Internet na Rússia, além de um app store para Android.